Untitled Document

HISTÓRIA

            Segundo a lenda, o império foi fundado por Jinmu, descendente direto da deusa do sol e ancestral da dinastia atual, em 660 a.C. Entretanto, a história japonesa só relato de 400 d. C pra cá. Por causa da influência da China durante os séculos VI, VII e VIII, o budismo foi introduzido e o alfabeto kanji também. O desenvolvimento de um sistema feudal enfraqueceu ainda mais o poder dos imperadores, que se submeteram por 700 anos.
É estabelecida uma ditadura militar em 1192 por Yoritomo, líder da família feudal de Minamato, auto denominado shogun (governador militar).
Através dos marinheiros portugueses, é realizado o primeiro contato com a Europa, em 1542. Mas em 1637 o shogunato de Tokugawa isola o país do resto do mundo, com exceção dos comerciantes holandeses em Nagasaki. Esse isolamento dura até 1854, quando o comodoro Perry, oficial da Marinha norte-americana, força para que o comércio com o resto ocidental seja reaberto.
Cai o shogunato em 1868 e o poder é devolvido ao imperador. O novo reinado é batizado como “A era Meiji” cuja é seguida pela formação de um governo pró-ocidental, que modernizará o Japão.
27 anos mais tarde, o Japão derrota a China na guerra sino-japonesa e anexa Formosa e a Península de Liaotung. 10 anos mais tarde, os japoneses esmagam o poder da Rússia na guerra russo-japonesa. 5 anos depois o Japão anexa-se a Coréia e em 1937 invade as penínsulas da China, cuja resistência leva à guerra total, mas não declarada. Em 1940, o Japão assina uma aliança com a Alemanha e a Itália.
Segunda Guerra Mundial. O ataque surpresa do Japão, coloca os Estados Unidos na guerra. O fato de o Japão ter se dado bem garantiu-lhe vários territórios, inclusive a Índia. Porém, em 1944, o jogo começa a se inverter e o Japão perde terrenos para os aliados. Com a queda das bombas em Hiroshima e Nagasaki, o Japão se rende e é dominado por forças norte-americanas comandadas pelo general Douglas MacArthur que iniciou as reformas democráticas e a desmilitarização do Japão, criando uma nova constituição onde o imperador negasse sua divindade.
Japão e Estados Unidos assinam um pacto de assistência militar, mas seis anos depois manifestações antigovernistas forçam o cancelamento da programada visita presidencial norte-americana: Dwight Eisenhower. Nove anos após, o Japão reinvidica a devolução de Okinawa, sob a legação de gases letais armazenados na ilha cuja é devolvida em 1971 e o Japão renova o pacto com os Estados Unidos.
Depois de restabelecidas relações diplomáticas com a China, Kakuei Tanaka provoca uma crise no gabinete por tentar reformar a lei eleitoral, enquanto o país combate a inflação, cortando drasticamente combustível e energia elétrica. Sob a acusação de corrupção, Tanaka renuncia e é substituído por Takeo Miki.
O ministro das Relações Exteriores da União Soviética (Andrei Gomiko) e o primeiro-ministro do Japão (Takeo Miki), mantêm conversações em Tokyo a respeito de questões territoriais. A União Soviética, porém, nega-se a devolver ao Japão as 4 ilhas tomadas na II Guerra. O escândalo Lockheed envolve diversas personalidades, inclusive a de Tanaka. Miki também é substituído por Takeo Fukuda.
Em 1977, o partido Liberal Democrata vence as eleições do Senado e o julgamento dos envolvidos no caso Lockheed começa. Nisso, cinco membros do Exército Vermelho (extrema esquerda) seqüestram um avião da Japan Airlines e obrigam o governo japonês a libertar seis prisioneiros em troca dos reféns, enquanto que Fukuda reforma todo o ministério visando reativar a economia do país. No ano seguinte, o Exército Vermelho seqüestra um Boeing 737 e provoca uma explosão no ar, matando 100 pessoas e a inaguração do aeroporto internacional de Tokyo é adiada devido a uma invasão terrorista. Mesayoshi Ohira é nomeado 1º ministro, dissolve o Parlamento e convoca eleições gerais em 1979, mas morre um ano depois e Zenko Suzuki é indicado para o governo e gasta mais 6,6 % com a defesa, devido às pressões norte-americanas.
Em 1982, Zenko não quer mais o governo e passa o posto a Iasuhiro Nakasone que dá início a uma política de alinhamento total com os Estados Unidos.

Área Restrita