Untitled Document

A FORMA ~TE

            Essa terminação é usada para formar o gerúndio dos verbos ou, quando em união aos iru, kuru e kudasaru, para se fazer um pedido. Dependendo do verbo a forma ~te passa para ~de por causa da variação desinencial. Apresenta também uma segunda função que é a de ligar orações. Eis exemplos dos dois casos, separadamente:

1) Na função de gerúndio:
Akete imasu significa “estou abrindo”;
Sunde imasu significa “estou morando”.

2) Na função de pedido:
Kaite kudasai significa “escreva, por favor”;
Nonde kudasai significa “beba, por favor”.

3) Na função de ligar orações:
Okite, kao o aratte, pan o tabete, dekakemashita significa “levantei, lavei o rosto, comi o pão e sai”.
Heya ni haite, hon o ukete, benkyou shimashita significa “entrei no quarto, peguei o livro e estudei”.

Veja como construir a forma ~te com cada tipo de verbo:
Os verbos do tipo I, seguem a seguinte tabela:

Mudanças

Verbo (tradução)

Resultado Final

-u para -tte

iu (dizer)

itte

-tsu para –tte

matsu (esperar)

matte

-ru para –tte

shikaru (repreender)

shikatte

-su para –shite

kaesu (devolver)

kaeshite

-ku para –ite

tsuku (chegar)

tsukite

-gu para –ide

oyogu (nadar)

oyonde

-bu para –nde

erabu (escolher)

erande

-mu para –nde

tanomu (pedir)

tanonde

-nu para –nde

shinu (morrer)

shinde

Exceção

iku (ir)

itte

Os verbos do tipo II, troca-se o –ru por –te:
taberu, fica tabete e shimeru, fica shimete, por exemplo.

A primeira classe dos verbos do tipo III, muda-se o –ru por –tte e o suru e kuru para kite e shite, respectivamente.

Área Restrita